Войти:
Свобода в служении!
На главную Блог О группе Дискография Видео Фото Магазин Библиотека Форум Фан-клуб Ссылки
Пока ничего не известно. Мы сами не знаем, когда следующий концерт, честно.

 Nigredo

Рецензия от Diego ProgShine (Бразилия, порт/англ)

Sergey Kalugin
Nigredo
1994
MDC

Faixas:
01. Sonnet N 1– 0’49
02. Story Of King - Ondatra About The Fishing On Friday – 9’05
03. Sonnet N 2– 0’45
04. Casanova's Dance– 7’49
05. Moon Above Karmelem– 11’42
06. Sonnet N 3 – 0’42
07. Ascending Of The Black Moon – 6’53
08. Sonnet N 4 – 0’46
09. Happiness Is My… – 5’05

Integrantes:
Sergey Kalugin – voz e violão
Alexander Kosorunin - percussão
Anastasiy Gronskaya – teclados
Mikhail Ryzhov - violoncello
Olga Arefeva – vocais
Yuri Lopatin – flautas
Garik Smirnov – vocais
Vladimir Taranenko – guitarra/baixo e programação
Sergey Tomilin - guitarra

Resenha:

01. Sonnet N 1
Muito dirão ao ouvir esse primeiro soneto que o idioma pode atrapalhar, eu vos digo que isso é besteira!

O primeiro soneto é lindo, o fato de ser falado em russo, na minha opinião só abrilhanta mais o mistério que o disco carrega.

02. Story Of King - Ondatra About The Fishing On Friday
Em primeiro lugar deve-se dizer, e em alto e bom som, que Sergey é um grande violonista, sem sombra de dúvida. Em cada uma das notas, além do preciosismo técnico, ouvimos também o coração na ponta dos dedos, Sergey definitivamente estava inspirado.

A letra? É digamos que, mesmo com o cd em mãos não consigo entender nada da escrita cirílica, tampouco falar, é uma luta, os que falam o russo fluente me perdoem, mas é complexo demais, um amigo do trabalho bem que tentou, mas não entrou na minha cabeça.

Musicalmente falando, Sergey emprega um ritmo enérgico, tudo sendo entoado com sua voz robusta e bonita.

Aos 6 minutos de música temos um fato bem inusitado, algo que definitivamente não pra entender de onde vem ou o que é, me parece um som estranho parecido com um elástico de borracha sendo tocado ao microfone, quebra um pouco o tom sério que a faixa carrega.

Não se fazem necessários muitos detalhes para o som da faixa, os violões e a percussão se encarregam de tudo magistralmente, na parte final da música, o que me pareceu ser um violino, encerra a faixa quase alucinadamente.

03. Sonnet N 2
O 3º Soneto, como o anterior carrega uma dramaticidade incrível. É quase hipnótico, mesmo não entendendo o que está sendo dito, é fácil perceber o quão bonito é.

04. Casanova's Dance
O dedilhado inicial mostra uma dramaticidade, que o piano que o acompanha só confirma com precisão.

Logo em seguida percussão, o piano que remete ao cravo. O bardo russo conta histórias que a mente mais criativa e perceptiva pode levar a pontos impossíveis e maravilhosos.

Segue o 4º minuto de música, o piano martelado, o violoncelo, as vozes que, diga-se de passagem, ficaram perfeitas, levam a uma segunda viagem dentro da mesma canção, se é que pode-se chamar de uma simples canção, é uma peça, completa e complexa.

05. Moon Above Karmelem
Sem sombra de dúvidas, Sergey nos mostra o quão talentoso é no comanda das 6 cordas de seu violão! Isso junto dos vocais femininos tem uma força inimaginável, pelo menos até que se ouça com a mente e o coração, com total atenção, como a canção merece.

Longa, porém em nenhum momento chata ou sem graça a 5ª faixa do álbum traz a presença constante dos vocais femininos ao fundo. Ponto crucial para a beleza do tema.

Quando o 10º minuto se aproxima o tema é transformado, com percussão, uma mistura improvável e distinta entre flamenco e música árabe, tanto que Sergey arrisca um verso completo em espanhol, mais uma vez surpreendendo os ouvidos menos atentos.

Belíssima composição.

06. Sonnet N 3
Nessa altura já estamos acostumados com as narrativas de Kalugin, já não é mais estranho aos ouvidos.

07. Ascending Of The Black Moon
Esse tema é o que, na minha opinião, tem mais ligação com a futura banda de Kalugin, o Orgia Pravednikov, principalmente na maneira de cantar (inclusive a banda tem uma versão dessa composições de Sergey).
É interessante ver como a faixa se desenrola e se transforma, aos poucos toma forma. Um violino infernal toma conta lá pelo 4º minuto, dando uma impressão de ‘não estarmos seguros’ à faixa.

08. Sonnet N 4
Extremamente tocante. Impressionante como as palavras tem força, a maneira com que são compelidas as tornam belos enigmas.

09. Happiness Is My…
Considero a faixa mais ‘pop’ do album, mas não leiam isso de maneira pejorativa, o pop aqui tem um outro sentido, tem o sentido de uma melodia mais acessível, porém com total fidelidade ao que costumamos chamar de alma. Isso não é muito comum aos músicos contemporâneos, me dói dizer.

Mas acho que o motivo de achar essa faixa mais pop é o fato da canção ter uma sonoridade diferente do restante do disco, trazendo a bateria programada por Vladimir Taranenko e o solo de guitarra (desculpem, não sei ao certo qual dos guitarristas que participa do disco fez os respectivos solos), e não esqueçamos da pequena linha de sintetizador entre os dois solos de guitarra.

Mostra uma segunda face musical de Sergey Kalugin que, em minha opinião, toca, compõe e interpreta excepcionalmente bem.

É triste saber que, o fato da língua e da distância quase impede algo tão bom de chegar aos nossos ouvidos, me sinto com sorte e honrado de ter a oportunidade de conhecer e de passar a todos que gostam de boa música esse grande artista.

Texto: Diego Progshine

01. Sonnet N 1
Much of you could say when hearing this first soneto that the language can be confuse, but i'll say to you that this is bullshit! First soneto is pretty, the fact of being spoken in Russian, in my opinion, is brilliant, more mystery for the record.

02. Story Of King - Ondatra About The Fishing On Friday
In first place it must be said without the shadow of a doubt, and in high and good sound, that Sergey is a great player. In each one of notes, beyond the precision technician, we also hear the heart in the tip of the fingers, Sergey definitively was inhaled. The letter? It is let us say that, exactly with the compact disc in hands I do not understand nothing of the cirílica writing, neither to speak, it is a fight, the ones that talk Russian pardon me, but is complex excessively, a friend of the work that it tried, but did not enter well in my head. Musically speaking, Sergey uses an energetic rhythm, everything being play with its robust and pretty voice. To the 6 minutes of music we have a well unusual fact, something that definitively cannot be understood of where it comes or what it is, me it seems a strange sound similar to a touched rubber band being pulled in the microphone, breaks a little the serious tone that the track loads. If they do not make necessary many details for the sound of the band, the acoustic guitars and the percussion if they put in charge skillfully of everything, in the final part of music, what me it seemed to be a violin, locks up the track in a crazy way.

03. Sonnet N 2
The 3rd Sonet, as the previous one loads an incredible dramaticity. He is almost hipnotic, exactly understanding what he is being said, is not easy to perceive the pretty quão is.

04. Casanova's Dance
The fingered initial shows a tension, which the piano that accompanies it only confirms with precision.

Soon percussion, the piano what it sends to the harpsichord. The Russian bard counts histories what the most creative and perceptive mind can lead to impossible and marvellous points.

It follows the 4th minute of music, the hammered piano, the cello, the voices what, one says of passage, they were completed, they lead to a second travel inside the same song, one is that it is possible to call of a simple song, it is a piece, it completes and complex.

05. Moon Above Karmelem
Without shadow of doubts, Sergey in shows it how talented it is in command of 6 ropes of his guitar! That next to the vocal feminine ones has an unimaginable strength, at least until one hears with the mind and heart, with total attention, like the song it is worthy.

Long, however at no moment flat or boring the 5th belt of the album brings the constant presence of the vocal feminine ones at the bottom. Crucial point for the beauty of the subject.

When the subject brings near the 10th minute an unlikely and different mixture is transformed, with percussion, between flamenco and Arab music, so much that Sergey risks a complete verse in Spanish, again surprising the least attentive ears.

The most beautiful composition.

06. Sonnet N 3
Then either we are used by the narratives of Kalugin, or it is not stranger to the ears.

07. Ascending Of The Black Moon
It is this subject that, in my opinion, has more connection with the future band of Kalugin, Orgy Pravednikov, principally in the way of singing (including the band there have a version of this compositions of Sergey).

It is interesting to see how the belt if it unrolls and it is transformed, gradually seizure forms. An infernal violin takes care there for the 4th minute, giving an impression of ‘ not being sure ’ to the track.

08. Sonnet N 4
Extremely moving. Impressive like the words it has strength, the way with which they are compelled them beautiful enigmas make.

09. Happiness Is My…
I consider the belt more ‘ pop ‘ of the album, do not read them to me that in pejorative way, pop here has another sense, has the sense of the most accessible melody, however with total loyalty to what we used to call of soul. That is not very common to the contemporary musicians, to say grieves me.

I am them that the motive of pop finds this belt more is the fact of the song to have a sonority different from the remainder of the disc, bringing the battery planned by Vladimir Taranenko and the ground of guitar (excuse, do not know for certain which of the guitarists who participates of the disc did the respective grounds), and let's not forget of the small line of synthesizer between two grounds of guitar.

Show a second musical face of Sergey Kalugin that, in my opinion, touches, it composes and interprets exceptionally well.

It is a sad knowledge what, the fact of the language and of the distance almost prevents something so good from reaching our ears, I feel with luck and honored of having the opportunity for knowing and for passing to all who like good music this great artist.

Diego ProgShine,
São Paulo, Brasil, 01.11.08

http://progshine.com/
Хотите оставить комментарий? Авторизуйтесь!
Показать все комментарии

Радио